sábado, 18 de abril de 2009

No escuro

uma vela

no escuro

aquecia

no escuro

ardia

no escuro

derretia

no escuro

gemia

nu escuro

luzia

5 comentários:

Viegas Fernandes da Costa disse...

É, luzem os olhos de Luzia!!!

shintoni disse...

Estive no Duelo de Escritores e li seus textos.
Então visitei seu blog e gostei ainda mais do que você escreve. DEMAIS! Já está nos meus Favoritos!
Por isso, gostaria de convidar você a participar do blog “Duelos Literários”, no qual as pessoas criam textos sobre temas de sua escolha e os textos são postados no próprio blog.
Passe por lá e, se gostar da proposta, participe! Seria uma honra para nós!
http://duelosliterarios.blogspot.com/
Um abraço e parabéns pelo seu blog!

JLM disse...

"A luz acha que viaja mais rápido que tudo, mas está errada. Não importa quão rápido a luz viaje, descobre que a escuridão sempre chega antes e está a sua espera." (Terry Pratchett)

Marina Melz disse...

Muito bom. Muito bom MESMO.

m.r.mello disse...

o poema é bom, mas vou mandar numa carta anônima lá pro pai da tia lu, ver o que o gaúcho acha dessas obscenidades "no escuro"...hehehehe