domingo, 26 de outubro de 2008

Linguagem

não entendo o que falas
nesta tua língua
mas também, pouco importa
que não é falar que quero com a língua tua

falo-te na minha
língua
falo na tua
língua

na minha língua falo
que me basta a tua
na minha

porque as línguas são assim
as línguas se bastam
e desconhecem idioma

5 comentários:

fabioricardo disse...

"na minha língua falo"
só se for na tua, "falo" bem longe da minha língua!

Sílvia Mendes disse...

Eu adoro o jeito com que você joga com as palavras. Não sei se é intencional ou automático já, mas é muito gostoso de ler.

Luzia disse...

... LIVRE
ÍMPIA
NUM
GEMIDO
USURPA
ALGO...

Rodrigo Oliveira disse...

Gostei. Comentários poéticos :)Línguas têm disso, comunicam, dialogam. Esse é tb um espaço pra isso. E qdo se encontram, dão o que falar.

D. Lopes disse...

bandeira ja diria, "deixa o teu corpo entender-se com outro corpo. Porque os corpos se entendem, mas as almas não"