segunda-feira, 25 de maio de 2009

Certezas

Você acredita em amor?
Como é que é?
Acredita ou não acredita?
Por que a pergunta?
Não quer responder, é?
Tem certeza que quer ter essa conversa agora?
Por que não?
Não tá se divertindo?
O que uma coisa tem a ver com a outra?
A gente não pode simplesmente deixar as coisas seguirem o seu rumo?
E que rumo que elas estão seguindo?
Você não tá feliz?
Sabe o que falam da gente?
Desde quando você se importa com o que falam da gente?
Você não acha que a gente tá pronto pra um passo a mais?
Como assim?
Você não tem idéia mesmo?
Você quer dizer... casar?
Por que a surpresa? Você não pensa no futuro?
A gente não pode mesmo pensar no presente?
Isso te assusta muito, né?
E não é pra assustar?
Você me ama?
Desde quando uma coisa impede a outra?
Isso que dizer que sim ou que não?
E se for?
Qual dos dois?
Faz diferença?
Quando chegar a hora, você vai estar pronto pra escolher?
Entre os dois?
Quando tiver que escolher, o que vai ser? Vai encarar esse seu medo besta ou vai jogar fora tudo que a gente construiu?
O que a gente construiu?
Você nunca tem certeza de nada?
Você nunca fica na dúvida?
Quer saber do que eu duvido realmente?
Do que?
De que eu ainda ame você.

4 comentários:

Rodrigo Oliveira disse...

só pra não deixar isso tanto tempo sem uma postagem. coloquei esse no Duelo, mas tive uma outra idéia pra tentar trabalhar esse tema. Pra essa rodada não vou ter tempo, mas vou tentar escrever e, se der em algo, posto aqui mais adiante.

Labes disse...

eu sabia! eu sabia! não ia ter pergunta no final! :) profundo e ameno, não sei qual mais. belo texto.

Benjamin Valêncio disse...

Opa, valeu cara! Parabéns pelos textos! Excelentes! Abraços!

Coisas de Iaiá disse...

"A gente não pode simplesmente deixar as coisas seguirem o seu rumo?" não pode?